terça-feira, 7 de outubro de 2008

Programa do 1 Encontro



08:00 - Café da Manhã comunitário

09:00 – Celebração (início que culminará na celebração eucarística final): acolhida e construção de comunidade. A cargo do Rev. Luiz Carlos Ramos.

09:30 – Introdução geral e recuperação da memória da constituição do grupo: Objetivos do encontro e motivações que levaram ao surgimento do grupo na internet (Fábio Martelozzo, Maria Newnun e Anivaldo Padilha).

09:45 - Reflexões e análises:
“Conjuntura da Igreja Metodista: desafios colocados pelas mudanças no campo religioso brasileiro”. Jaider Batista.

“Como a experiência de Wesley nos ajuda a responder a esses desafios”. Bispo Paulo Ayres.

A sugestão desses temas é motivada pela percepção de que ainda não temos uma compreensão muito clara sobre a crise do protestantismo brasileiro, os fatores que influenciam determinadas práticas religiosas, o que essas praticas representam e a que tipo de necessidades elas respondem. Alem disso, parece também que não há muita clareza ou consenso sobre o que queremos dizer quando nos referimos à ”herança wesleyana”. Um mínimo de clareza sobre esses dois temas é crucial para chegarmos a um consenso sobre alguns princípios e objetivos para o grupo “Metodistas Confessantes”.

11:00 – Intervalo para café

11:20 – Reunião em pequenos grupos. Discussão sobre as duas palestras:
“Como vemos a nossa igrejas, hoje, à luz das duas palestras?” Cada grupo escolherá um/a relator/a para reportar ao plenário, no início da tarde.

13:00-14:15 - Almoço em algum restaurante nas proximidades da Umesp.

14:30-15:15 – Plenária: momento de compartilhar e reagir às reflexões dos pequenos grupos.

15:15 - Reunião em pequenos grupos. Temas para discussão:
Princípios e objetivos do grupo; metodologias; critérios de participação; formas de articulação (coordenação, regionalização etc.). Cada grupo elege um/a relator/a para reportar ao plenário. Essas pessoas se reúnem durante o café para sistematizar as propostas e apresenta-las ao plenário de forma a mais organizada possível.

Este é o momento de pensarmos sobre o que fazer: será que já temos condições de nos considerar um grupo ou movimento? Se nossa resposta for sim, como deveríamos nos organizar? Se a resposta for não ou mais-ou-menos, quais os passos ainda necessários para chegarmos a ser um movimento? Vale a pena nos constituir em movimento? Com que objetivos? Com quem?

16:00 - Intervalo para café e confraternização

16:20 - Plenária: relatório dos grupos e discussão das propostas.
Encaminhamentos para o futuro.

17:30 - Encerramento: celebração eucarística.

18:30 - jantar e despedida.

Um comentário:

Francisco Thiago disse...

Pena ser justamente no dia do projeto missionário da Catedral de SP. Adoraria fazer parte do encontro e conhecer alguns dos meus amigos digitais.